Ana, verão de 1994.

Sobre possuir outras pessoas:

posteridades:

nada nunca é seu
além de você.

moscou, 1821.

©